E aí, vale a pena incluir Dubai no seu mochilão?

Megalomania define Dubai.
Prédios enormes, fachadas grandiosas, ruas amplas e muito movimentadas.

dubai2

Chegamos esperando encontrar uma cidade mais turística e ocidentalizada, mas nos surpreendemos com o conservadorismo dos olhares na rua. (Eu, aliás, quando exibia qualquer tatuagem ou deixava os ombros amostra, era repreendida ou assediada por quem passava por mim.) 

Daí tiro minha primeira dica: meninas, cubram os ombros. Não só perto de pontos tradicionais da cidade, mas sempre. As encaradas intimidam e incomodam bastante.

Aspectos culturais a parte, a cidade é linda. O passeio pelo Burj Khalifa, prédio mais alto do mundo com 828 metros de altura, vale cada centavo.

dubai5

A dica é comprar a entrada online, aproveitar o Dubai Mall antes e subir pra curtir a vista que é de tirar o fôlego. A entrada do prédio é dentro do shopping, e chegar com o ingresso comprado te poupa uma das muitas filas da atração.

Se prepare para a subida mais rápida de elevador que você, provavelmente, vai fazer na vida. Os ouvidos chegam a ficar intupidos enquanto você sobe os 125 andares (ou 148, se quiser investir um pouco mais).

É bom separar um dia todo pro passeio, o shopping é gigante e pra quem pretende fazer compras ele funciona como um grande Duty Free.

dubai01

Aqui, se tiver dinheiro pra gastar sem medo, pare no restaurante da Armani para um drink. Ele fica na descida do Burj e tem uma vista incrível para o show de águas dançantes do shopping. Se quiser assistir às águas de pertinho, aconselho que chegue cedo e tenha paciência. A apresentação dura menos de 10 minutos e muita gente se aglomera pra assistir.

dubai6

No mesmo perfil de passeio, ao clássico estilo ostentação, vale a pena passar um dia caminhando pela Marina. A região concentra praia e atrações gastronômicas, além de ser um dos poucos lugares em Dubai (além dos hotéis) em que você pode tomar uma cerveja ou consumir qualquer outro tipo de álcool. Encare o calor e caminhe, o trajeto é lindo.

dubai-13.jpg

Num perfil oposto de atração, caminhamos para o mercado de ouro e acabamos conhecendo o lado mais simples e tradicional da cidade.

dubai9

As lojas não são como as joalherias brasileiras ou as grandes grifes estrangeiras. Fachadas pequenas e sem muita frescura exibem quantidades impressionantes de ouro. Mesmo pra quem não pretende comprar o passeio vale a pena, seja pelas fotos ou pela curiosidade de ver como é.

Logo ao lado é possível conhecer também os mercados de tecidos e temperos. Os lenços são lindos e muito bem trabalhados e é o lugar ideal para quem gosta de barganhar: todo preço é negociável. O único conselho é respirar fundo e se preparar para ser abordado o tempo todo pelos (muitos) vendedores da região.

Pra fechar, vá ao deserto.

dubai7

Pagamos 80 dólares por pessoa num passeio que incluía translado saindo do hotel, passeio no deserto e refeições e atrações típicas da região. Os motoristas costumam ser simpáticos e o jantar é ótimo. Foi a melhor experiência que tivemos na cidade.

dubai7

No geral, comidas de rua são as opções mais baratas e te servem muito bem. Você consegue chegar a quase qualquer lugar de metrô e o Uber é uma alternativa excelente.

dubai8

Se você planeja uma viagem ao sudeste asiático, Dubai foge do perfil do restante do roteiro, mas vale conhecer. Prepare o bolso, não esqueça de experimentar as shawarmas, e boa viagem.


Quem escreve? Sophia Suh é traveler e alquimista nas horas vagas. Quer contar sua trip pra gente? Clique aqui e escreva pra gente.

E se você gostou das mochilas dessa viagem, conheça elas aqui e ganhe 5% de desconto na primeira compra utilizando o cupom 5OFFSONS no campo cupom do carrinho de compras.

Beatnik & Sons1 Comment